• Home
  • Empresa
  • Unidades de Negócio
  • Clientes
  • Notícias
  • Downloads
  • Contato
 

Notícias

Garantiserra se antecipa às exigências do sistema financeiro e decide implantar Compliance

58 leituras

O Sebrae/RS acredita que essa medida será importante para transmitir segurança aos associados, parceiros financeiros e autoridades públicas. O processo de implantação será finalizado em dezembro desse ano.

Antônio Natal de Barba, presidente da Garantiserra: “É importante transmitir segurança para nossos parceiros e para as autoridades responsáveis pela regulação e fiscalização do sistema financeiro. Nesse sentido, estamos nos antecipando às exigências do Banco Central” (FOTO: Divulgação)
Implantar a atividade de compliance numa sociedade garantidora de crédito (SGC). Essa iniciativa será materializada na Garantiserra até o final do ano. A proposta surgiu, inicialmente, numa reunião do Conselho Deliberativo do Sebrae/RS, no final do ano passado, e foi prontamente aceita pela SGC.

Segundo Augusto Martinenco, técnico sênior da Gerência de Inovação, Mercado e Serviços Financeiros do Sebrae/RS, a implantação do compliance (vide conceito na seção Serviço) pode sinalizar para o mercado que a Garantiserra é uma instituição séria e segura, que cumpre seus normativos internos. “As operações da garantidora de crédito indicam uma fase de franca expansão. Penso que esse é o melhor momento para demonstrar transparência e ganhar confiança das instituições financeiras”, pondera.

Ele também lembra que o Sebrae/RS, na condição de instituição que aporta recursos ao fundo de risco local (FRL) da garantidora de crédito, necessita de meios confiáveis para monitorar os procedimentos operacionais da Garantiserra. “Será importante revelar para dirigentes e conselheiros do Sebrae informações sobre, por exemplo, como é feita a análise de crédito e quais são os mecanismos de cobrança para recuperar as honras de operações inadimplentes. Afinal, temos interesse que esses recursos retornem ao fundo garantidor da nossa parceira”, justifica Martinenco.

Movimento de antecipação

O diretor executivo da Garantiserra, Marcelo Lima, entende que a implantação do compliance é de extrema importância para o relacionamento com as instituições financeiras. “Essa ferramenta de gestão serve para apresentar a nossa governança e acima de tudo demonstrar transparência do nosso trabalho”, afirma Marcelo.

O executivo também chama atenção para o protagonismo da Garantiserra. “Estamos mais uma vez sendo pioneiros e esperamos que as demais garantidoras sigam esse caminho”, convida. O técnico sênior do Sebrae/RS concorda com a ampliação dessa experiência para toda a Rede Nacional de Garantias. “Esse exemplo deve ser seguido por todas as SGC(s) para nos anteciparmos à regulamentação do sistema brasileiro de crédito pelo Banco Central”, reforça Martinenco.

O presidente da Garantiserra, Antônio Natal de Barba, esclarece que esse foi o propósito inicial da garantidora de crédito. “Além dos mecanismos de auditoria externa, que adotamos há vários anos, é importante transmitir segurança para nossos parceiros e para as autoridades responsáveis pela regulação e fiscalização do sistema financeiro. Nesse sentido, estamos nos antecipando às exigências do Banco Central”, destaca Natal.

O dirigente esclarece também que a empresa contratada para implantar o compliance na Garantiserra já conhecia o funcionamento de uma garantidora de crédito. “Anteriormente, a consultoria EJRos Brasil nos ajudou na montagem do planejamento estratégico na nossa SGC. Essa assessoria foi de extrema importância no processo de recuperação e consolidação de nossas posições no mercado”, lembra Natal.

Calendário de implantação

O diretor executivo da EJRos Brasil, Everton José De Ros, reconhece que o conhecimento prévio de uma SGC contribuiu para modelar a implantação do compliance na Garantiserra. “Naquela oportunidade, já havíamos identificado a necessidade de a SGC rever alguns processos operacionais. Montamos, então, um modelo específico para as SGC(s) atuarem de forma preventiva”, explica De Ros.

Essa proposta reúne um código de ética e manuais de procedimentos para as áreas de administrativas, comerciais e financeiras, além de padronizar os critérios utilizados nos processos de analise de crédito. “Não tenho dúvida de que a Garantiserra passará a adotar normativos claros e objetivos, que poderão lhe conferir credibilidade no mercado. As ferramentas do compliance também contribuirão para minimizar erros”, acrescenta De Ros.

O trabalho da consultoria foi iniciado em março e será concluído em dezembro desse ano. Após a implantação, a Garantiserra será auditada pela empresa a cada três meses. “Vamos monitorar as atividades e verificar se todas as regras estão sendo cumpridas. O nosso parecer será amplamente divulgado e creio que isso será muito positivo para a imagem e reputação da garantidora de crédito”, concluí.

Serviço

Segundo o Wikipédia, “nos âmbitos institucional e corporativo, compliance é o conjunto de disciplinas para fazer cumprir as normas legais e regulamentares, as políticas e as diretrizes estabelecidas para o negócio e para as atividades da instituição ou empresa, bem como evitar, detectar e tratar qualquer desvio ou inconformidade que possa ocorrer.

Fonte: garantidorasdecredito.com.br
Portal das SGC, Ronaldo de Moura

Voltar para notícias